Saltar para o conteúdo

Vitória FC 21-27 Madeira SAD: Quem não marca, sofre

Vitória FC 21-27 Madeira SAD: Quem não marca, sofre

O Madeira SAD viajou até Setúbal para defrontar o Vitória Futebol Clube na 5ª jornada do Campeonato Placard Andebol 1. Num jogo em que ambas as equipas oscilaram, foram os visitantes que saíram com a vitória.

Tal como o treinador dos madeirenses, Paulo Fidalgo, afirmou à 7Metros no final da partida, a entrada foi uma das chaves para a vitória. Com um parcial de 4-0, os visitantes mostraram desde cedo que não tinham vindo ao continente de férias.  

O Vitória tinha dificuldades em ultrapassar uma defesa 3×3 aguerrida e que colocava muita pressão na sua primeira linha. Já no plano defensivo, o técnico João Galego Garcia pedia mais capacidade física, o que acabou por acontecer e permitir ao conjunto da casa “entrar” em jogo.  Com Alan Santos a um nível altíssimo entre os postes, o Vitória começou a crescer em campo e foi reduzindo a desvantagem. Se aos 20 minutos o resultado firmava-se em 5-11, ao intervalo a equipa da casa apenas perdia por dois de diferença (12-14).

Vitória FC 21-27 Madeira SAD: Quem não marca, sofre

Na segunda parte a intensidade do Vitória continuou e teve várias oportunidades de chegar ao empate. Para ser mais preciso, foram quatro as oportunidades que a equipa da casa teve para chegar à igualdade, mas o Madeira SAD ia conseguindo aguentar e aproveitava os erros adversários. E como quem não marca, sofre, tanto o Vitória falhou que os madeirenses mataram o jogo no contra-ataque.

Em declarações à 7Metros, Paulo Fidalgo afirmou que a entrada no jogo permitiu gerir melhor o resultado, e que apesar da sua equipa ter caído no segundo tempo, o Madeira SAD era um vencedor justo:

“Começámos muito bem. Criámos uma almofada e quando o Vitória reagiu voltámos a dar outro chicote na parte final do jogo o que também foi bom para a parte emocional da equipa.”

“A segunda parte é um pouco incaracterística, com ambas as equipas a defenderem muito bem, mas a não conseguirem marcar. Mas a realidade é que estivemos sempre na liderança do jogo e eu diria que, se calhar os números finais são demasiado penalizadores para o Vitória, mas a vitória assenta bem ao Madeira SAD.”

Partilha nas Redes Sociais!

Deixe um comentário





Interessado em impulsionar o Andebol?

O principal objectivo da 7M é promover o Andebol, tanto a nível Nacional, como Internacional, seja Feminino ou Masculino.

Leonardo Costa Bordonhos

Membro da equipa desde 2018, o Leonardo concilia as posições de Diretor de Redação e Redes Sociais da 7Metros. Ganhou o gosto pelo andebol quando começou a praticar a modalidade no Almada AC, e desde então procura fazer crescer o desporto em Portugal. Licenciado e Mestre em jornalismo desportivo, podem acompanhá-lo no Twitter: @leo_bordonhos