Saltar para o conteúdo

Vitória com novo comandante

B34C1505-3CC5-4D80-8C1A-CCDB5AFEA878

João Galego Garcia é o terceiro treinador a assumir o comando técnico da equipa de Setúbal esta época. Aos 38 anos, o EHF Master Coach, vai competir pela primeira vez na PO1.

Garcia é treinador desde 2003 e conta com passagens na formação do Almada AC, Alto do Moinho, NA Samora Correia e Sporting CP, onde foi Bicampeão Nacional de Juvenis.

Na corrente época exercia funções de coordenação no CCR Alto do Moinho, cargo que deixou ao assumir o comando dos sadinos.

escrito por Maria Ema Bastos

A 7Metros esteve à conversa com João Galego Garcia para saber mais sobre este novo desafio na sua carreira.

7M: João, depois de 2 épocas sem estar no ativo como é regressar? O “bichinho” já o chamava?

  • O “bichinho” sempre cá esteve, porque gosto demais de andebol para ele adormecer ou desaparecer, sensação muito boa estar de volta ao terreno.

7M: O que o fez aceitar este cargo no Vitória mesmo sabendo que é o terceiro treinador da equipa esta época e que correm o risco de descer de divisão?

  • O que me fez aceitar foi sentir que posso trazer algo de novo, que vou conseguir os objectivos propostos. Se não sentisse que era capaz não tinha aceite.

7M: O Vitória de Setúbal neste momento encontra-se na última posição da tabela classificativa.
Qual a maior dificuldade em vista? Sente que o grupo está determinado em evitar a descida?

  • O grupo está determinado a dar a volta à situação, amealhar o maior número de pontos e, no final, conseguirmos a manutenção.

7M: O objetivo do Vitória, que foi “repescado” para estar a competir esta época no Campeonato Placard Andebol1, passa pela manutenção.
Considera que o seu plantel tem qualidade para atingir o objetivo ou pensa recorrer ao mercado à procura de novas soluções?

  • Penso que plantel tem muito valor e que vai crescer muito em todos os aspetos. Não precisamos de reforços e estou muito satisfeito com o que encontrei.

7M: No seu plantel podemos ver estrangeiros, jovens e também jogadores com experiência na PO1. Vê este “mix” de idades e conhecimento como algo positivo?

  • Penso ser uma mistura perfeita para um plantel de seniores. Jovens com talento com alguns mais experientes. Eu não olho a nacionalidades mas sim à qualidade como jogador, e aqui tem tudo para dar certo.

7M: Quais consideram ser as potencialidades da sua equipa?

  • Vejo potencial em todos os setores da equipa e encontrei também uma vontade de aprender e de melhorar. Logo aí, julgo que vamos potenciar todo o grupo em prol do objetivo.

7M: Para terminar, que palavras quer deixar aos vitorianos?

  • O que posso “prometer” é dedicação e muito trabalho. O resto aparece naturalmente.

Obrigado pela disponibilidade e boa sorte, Garcia!

Partilha nas Redes Sociais!

Deixe um comentário





Interessado em impulsionar o Andebol?

O principal objectivo da 7M é promover o Andebol, tanto a nível Nacional, como Internacional, seja Feminino ou Masculino.

Matheus Belesa