Saltar para o conteúdo

THW Kiel 36-35 Veszprém: Até ao fim!

THW Kiel 36-35 Veszprém: Até ao fim!

A segunda meia-final da Final4 da EHF Champions League colocou frente a frente os alemães do THW Kiel e os húngaros do Veszprém, dois históricos do andebol europeu e duas equipas que procuravam chegar à grande final contra o Barcelona de Luís Frade.

O encontro começou com os alemães por cima. Os comandados de Filip Jicha entraram a todo o gás, e com Sander Sagosen a organizar o ataque, o Kiel depressa conseguiu uma vantagem de três golos (9-6) que obrigou David Davis, técnico dos húngaros a pedir um time-out. Tal como o próprio afirmou no final do encontro, os 15 minutos iniciais foram determinantes para o resultado final.

A vantagem alemã ia crescendo, com o Veszprém a ser incapaz de condicionar o ataque adversário, e a ter grandes dificuldades para ultrapassar a defesa alemã. Depois de 25 minutos jogados, o marcador assinalava 17-10, mas ao intervalo os magiares haviam encurtado a diferença para “apenas” cinco golos.

No segundo tempo tudo mudou. Talvez por algum relaxamento, o Kiel permitiu que o Veszprém fosse crescendo no jogo, e conhecendo a equipa húngara, cometeram um erro.

De 20-14, os crónicos candidatos passaram para 24-25 no espaço de 15 minutos, e chegaram à liderança pela primeira vez no jogo quando o cronómetro assinalava 47 minutos. Até ao final ambas as equipas lutaram pela vitória, mas quando a buzina soou, o marcador assinalava uma igualdade a 29.

THW Kiel 36-35 Veszprém: Até ao fim!

No prolongamento o Veszprém entrou forte, chegou a ter um a vantagem de dois golos e viu Patrick Wiencek – um dos pilares defensivos o Kiel – receber ordem de expulsão, mas não conseguiram aguentar o ritmo. Tal como Gasper Marguc afirmou em conferência de imprensa à pergunta colocada pela 7Metros:

“No final, não foi o suficiente. É difícil quando estás a perder por seis golos, precisas de muita energia para virar a partida. Quase conseguimos, mas no final ficámos aquém. É difícil dizer algo inteligente agora porque quase consegues, e depois ficas aquém. Mas isto é andebol.”

O Kiel conseguiu chegar à liderança graças a um golo de Niclas Ekberg a 40 segundos do fim, com o ponta-direita sueco a fechar o resultado, 36-35.

No final da partida, o internacional sueco afirmou à 7Metros que a equipa nunca ficara nervosa, mesmo depois de o Veszprém chegar à liderança:

“Não ficámos nervosos, isto é andebol, é um sobe e desce. Não quero dizer que não tinha medo de perder, porque sabia que tínhamos lutado tanto o ano passado para chegar a este jogo. Nunca parámos de lutar e por isso é que vencemos o jogo.”

Partilha nas Redes Sociais!

Deixe um comentário





Interessado em impulsionar o Andebol?

O principal objectivo da 7M é promover o Andebol, tanto a nível Nacional, como Internacional, seja Feminino ou Masculino.

Leonardo Bordonhos

Membro da equipa desde 2018, o Leonardo concilia as posições de Diretor de Redação e Redes Sociais da 7Metros. Ganhou o gosto pelo andebol quando começou a praticar a modalidade no Almada AC, e desde então procura fazer crescer o desporto em Portugal. Licenciado e Mestre em jornalismo desportivo, podem acompanhá-lo no Twitter: @leo_bordonhos