Saltar para o conteúdo

THW Kiel 33-28 FC Barcelona: Senhores da Europa!

THW Kiel 33-28 FC Barcelona: Senhores da Europa!

O THW Kiel sagrou-se campeão europeu de clubes pela quarta vez na sua história, depois de bater o FC Barcelona de Luís Frade por 33-28.

Alemães e espanhóis entravam para este encontro depois de ultrapassarem Veszprém e Paris Saint-Germain respetivamente. Dois jogos bastante diferentes, uma vez que o Kiel fora obrigado a ir a prolongamento para ultrapassar os húngaros, e, portanto, chegava a esta final com menos tempo de descanso.

Contudo, foi mesmo o conjunto de Filip Jicha que entrou melhor, e depressa chegou à liderança. Aos quatro minutos de jogo, Aitor Ariño deu a primeira vantagem do jogo aos culés, algo que não mais aconteceu. Com Niclas Ekberg inspirado da linha de sete metros, o Kiel regressou à liderança aos seis minutos, e foi com relativa naturalidade que se foram distanciando no marcador. Os adeptos germânicos ainda se assustaram quando Sander Sagosen recebeu a sua segunda exclusão de dois minutos depois de apenas dez minutos jogados, mas o norueguês conseguiu resguardar-se.

Apesar de ter defendido muito bem o 7×6 dos parisienses, o Barcelona foi incapaz de parar os alemães quando estes implementaram esse recurso tático. Hendrik Pekeler e Patrick Wiencek abriam espaço para si e para os seus colegas, e Sagosen aproveitava o espaço para fazer a diferença.

Ao intervalo o marcador assinalava uma vantagem alemã, 19-16.

THW Kiel 33-28 FC Barcelona: Senhores da Europa!
Image by: Kolektiff Images

Na segunda parte, o Barcelona continuou a ter dificuldades ofensivas e defensivas, e o espetáculo Niklas Landim começou. O guardião dinamarquês, que se tornou um dos poucos atletas a colecionar todos os grandes títulos ao mesmo tempo – Campeão Europeu, Mundial, e Olímpico com a Dinamarca, vencedor da EHF Champions League, Bundesliga e Taça da Alemanha – apontou nove defesas na segunda parte, e foi determinante para o resultado final.

O Barcelona ia colecionando turnovers e falhas técnicas, que o Kiel aproveitava para aumentar a diferença. Aron Palmarsson e Luka Cindric, que haviam brilhado no encontro frente ao PSG, iam tendo muita dificuldade para ultrapassar a defesa adversária, e foi com tranquilidade que os alemães chegaram aos cinco golos, diferença visível no marcador quando os árbitros fizeram soar o apito final.

Em declarações à 7Metros, Sander Sagosen, segundo melhor marcador do Kiel neste encontro, afirmou que a equipa fizera um jogo perfeito, e que só assim conseguiram ultrapassar um adversário de qualidade como o Barcelona:

Não vi o jogo ontem, por isso não posso falar. Queríamos travar o contra-ataque e ter sempre boas oportunidades para marcar golo. Não queríamos cometer falhas técnicas para que eles pudessem aproveitar e correr. E sim, foi uma masterclass do Filip [Jicha, treinador do Kiel] e da equipa técnica. Acho que jogámos perfeitamente e vencemos por cinco golos contra o Barcelona. Faz muito tempo que eles não perdem um jogo e todos sabem como eles são bons e hoje mostrámos classe e caráter. É assim que é representar este clube.

Partilha nas Redes Sociais!

Deixe um comentário





Interessado em impulsionar o Andebol?

O principal objectivo da 7M é promover o Andebol, tanto a nível Nacional, como Internacional, seja Feminino ou Masculino.

Leonardo Bordonhos

Membro da equipa desde 2018, o Leonardo concilia as posições de Diretor de Redação e Redes Sociais da 7Metros. Ganhou o gosto pelo andebol quando começou a praticar a modalidade no Almada AC, e desde então procura fazer crescer o desporto em Portugal. Licenciado e Mestre em jornalismo desportivo, podem acompanhá-lo no Twitter: @leo_bordonhos