Saltar para o conteúdo

Portugal 31-22 Israel: Entrada em falso não comprometeu

Portugal 31-22 Israel: Entrada em falso não comprometeu

Portugal entrou com a mão direita na qualificação para o Campeonato da Europa de 2022 ao vencer Israel por 31-22.

Com uma clara aposta na juventude, a seleção nacional teve muitas dificuldades, nos minutos iniciais, para se adaptar ao estilo de jogo israelita, que apostava em penetrações aos seis metros e passes para o pivot. No entanto, o segundo tempo acabou por confirmar a superioridade lusa e Portugal saiu com uma vitória confortável.

A seleção entrou mal. Talvez por alguma “ferrugem”, Portugal mostrava-se perdulário no ataque, com uma série de remates falhados, e Israel apostava na velocidade para fazer os comandados de Paulo Pereira pagar. O selecionador afirmou à 7Metros, no final da partida, que a seleção israelita trouxe uma série de atletas diferentes do que se esperava e isso acabou por ter efeito na parte inicial do encontro:

“Não sabíamos o que ia acontecer neste jogo. Sabíamos que eles vinham com um formato de jogadores parecido com aqueles que nós analisámos. À última hora vimos que eles vinham com outro grupo de jogadores, alguns que nós nem conhecíamos.”

Depois desse período inicial de adaptação, a seleção nacional começou a equilibrar o resultado, chegando várias vezes ao empate. Com a dupla Victor Iturriza e Luís Frade no centro da defesa, Portugal ia causando problemas ao ataque israelita, e foi mesmo o estreante Iturriza que deu a primeira vantagem do jogo para a seleção lusa ao marcar o 9-8.

Portugal 31-22 Israel: Entrada em falso não comprometeu

O ponta-esquerda Gil Pomeranz era o mais esclarecido da equipa visitante (terminou como o melhor marcador do encontro com dez golos) e ia mantendo Israel em jogo, mas com o aproximar do intervalo foi o conjunto de Paulo Pereira que se mostrou mais forte e ao intervalo já vencia por 14-12.

No segundo tempo a vantagem portuguesa manteve-se, e em grande parte devido a um nome: Manuel Gaspar.

O jovem guardião do Sporting Clube de Portugal foi a grande figura do jogo do lado português, com uma série de defesas importantes que permitiram o distanciar no resultado. Com oito defesas e uma percentagem de defesa de 47%, o guarda-redes internacional português teve uma estreia que nunca irá esquecer dado o seu papel chave para o resultado final, a vitória de Portugal por 31-22.

Para além de Manuel Gaspar, mais três jogadores se estrearam por Portugal: Victor Iturriza, que terminou com quatro golos em quatro remates, mas recebeu ordem de expulsão depois de receber três exclusões de dois minutos; Leonel Fernandes, que se destacou na ponta-esquerda com dois golos em dois remates; e o jovem Salvador Salvador, que acabou por não conseguir marcar o seu primeiro golo pela seleção, tendo sido substituído cedo na segunda parte numa altura em que Portugal se encontrava em desvantagem numérica e reentrado já nos últimos cinco minutos, recebendo uma exclusão de dois minutos pouco tempo depois .

No próximo domingo a seleção nacional visita a Lituânia para a segunda jornada da fase de qualificação.

Podes ver as declarações do selecionador nacional Paulo Pereira aqui:

Partilha nas Redes Sociais!

Deixe um comentário





Interessado em impulsionar o Andebol?

O principal objectivo da 7M é promover o Andebol, tanto a nível Nacional, como Internacional, seja Feminino ou Masculino.

Leonardo Bordonhos

Membro da equipa desde 2018, o Leonardo concilia as posições de Diretor de Redação e Redes Sociais da 7Metros. Ganhou o gosto pelo andebol quando começou a praticar a modalidade no Almada AC, e desde então procura fazer crescer o desporto em Portugal. Licenciado e Mestre em jornalismo desportivo, podem acompanhá-lo no Twitter: @leo_bordonhos