Saltar para o conteúdo

Federação relança formação, mas com muitos cuidados

WhatsApp Image 2020-09-11 at 11.05.13

A Federação de Andebol de Portugal, através da sua Unidade de Saúde e Rendimento, lançou um documento com esclarecimentos sobre a ansiada retoma da prática de andebol nos escalões de formação.

O documento lançado pela FPA não dispensa a leitura atenta das Orientações nº 30/2020 e 36/2020 emanadas da Direção-Geral da Saúde e é acompanhado por uma “Proposta de Recomeço de Treinos – Formação“, que enumera uma longa série de treinos e exercícios adequados e aconselhados para esta retoma algo diferente da modalidade.

O documento principal lançado pela Federação, designado por “Medida para a prática de Andebol – Escalões de Formação“, começa por enumerar uma longa série de autorizações e obrigações para os escalões de formação, destacando-se, aqui, a decisão já esperada por muitos de não ser permitida a realização de competições. São permitidos os treinos, mas sem o contacto que caracteriza o andebol e com o distanciamento de três metros entre atletas. Também é permitida a partilha de bolas entre atletas.

O documento faz também algumas sugestões e cria obrigações que já estiveram em vigor no escalão dos Seniores e noutras modalidades, como sejam a utilização obrigatória de máscara pelas equipas técnicas e dirigentes; o conselho de não se realizarem treinos simultâneos com partilha de espaço por diferentes equipas e de os treinos se realizarem sem a presença de público/familiares e com o mínimo de elementos necessários para a sua realização.

Na realidade, a quase totalidade das regras e dos conselhos são os preconizados pela DGS, que já têm sido implementados de forma global pelas equipas e pelos clubes. Foram também reforçadas as regras de higiene que se aplicam não só aos intervenientes nesta modalidade e no desporto em geral, mas sim a toda a população nacional e mundial, nomeadamente a lavagem adequada das mãos, os cuidados a ter com a etiqueta respiratória, a utilização correta da máscara, a desinfecção de espaços, materiais e equipamentos, o distanciamento físico e o arejamento de espaços fechados.

Espera-se agora que este primeiro passo na retoma do andebol nos escalões de formação possa permitir o gradual regresso à tão ansiada normalidade. Sabe-se, de antemão, que as perspectivas futuras ainda não são as melhores, mas melhores tempos virão… em breve, esperamos todos.

Partilha nas Redes Sociais!

Deixe um comentário





Interessado em impulsionar o Andebol?

O principal objectivo da 7M é promover o Andebol, tanto a nível Nacional, como Internacional, seja Feminino ou Masculino.

Leonardo Bordonhos

Membro da equipa desde 2018, o Leonardo concilia as posições de Diretor de Redação e Redes Sociais da 7Metros. Ganhou o gosto pelo andebol quando começou a praticar a modalidade no Almada AC, e desde então procura fazer crescer o desporto em Portugal. Licenciado e Mestre em jornalismo desportivo, podem acompanhá-lo no Twitter: @leo_bordonhos