Saltar para o conteúdo

EHF apresenta “conceito de higiene” para as Competições Europeias

IMG-20200819-WA0003

Apostada em garantir que o regresso ao andebol seja controlado e seguro, agora que nos aproximamos a passos largos da nova época 2020-21, a Federação Europeia de Andebol (EHF) apresentou um “Conceito de Higiene de Regresso ao Andebol“, que é suposto ser usado como base para a organização das competições europeias de clubes.

O principal foco do novo conceito é garantir a segurança e a proteção de todos os elementos que participam nos jogos europeus, quando a pandemia da COVID-19 continua a ser, infelizmente, uma presença demasiado real e inquestionavelmente preocupante no nosso quotidiano diário. A EHF informou os clubes e as Federações Nacionais de que os requisitos estipulados no conceito apresentado são o mínimo indispensável do que deve ser implementado na organização dos jogos europeus.

A principal ideia do conceito é a criação de uma “Zona Vermelha” no campo, que é, na realidade, uma área na qual apenas poderão entrar os elementos com um teste negativo de despiste da COVID-19. Além desta zona segura, o conceito também enumera requisitos e recomendações abrangentes que devem ser seguidos pelos clubes no que diz respeito ao pessoal de apoio, aos meios de comunicação social e aos espectadores, todos eles em conformidade com as diretrizes locais.

O andebol de alta competição irá ser retomado com os jogos da primeira fase de grupos na DELO EHF Champions League a 12 de Setembro. A EHF Champions League masculina irá arrancar quatro dias depois.

Além de prever a necessidade de haver testes à COVID-19, o “Conceito de Higiene” exige ainda, entre outras coisas, que todos os elementos que participem no jogo e tenham acesso ao campo sejam obrigados, depois do resultado negativo, a manterem um mínimo de contacto possível com outras pessoas durante a viagem, no hotel ou no local do evento. A EHF sugere também que o tempo no local do evento, tal como nos balneários e em quaisquer zonas mistas, deve ser reduzido ao mínimo.

Partilha nas Redes Sociais!

Deixe um comentário





Interessado em impulsionar o Andebol?

O principal objectivo da 7M é promover o Andebol, tanto a nível Nacional, como Internacional, seja Feminino ou Masculino.

Carlos Amaral

Membro da equipa desde Junho de 2020, o Carlos é um antigo jornalista da Secção Internacional do Correio da Manhã e Business Director na agência de traduções TETRAEPIK. Na 7 Metros dedica-se sobretudo ao andebol da Alemanha, Suíça e Áustria. Começou a jogar andebol como Infantil no SKV Eglosheim da Alemanha e é ainda jogador do Clube de Futebol de Sassoeiros, onde também foi vice-presidente e ainda é dirigente.